NIEPIŚMIENNY

Não, não tem nada de errado com o título deste texto. É isso mesmo: niepiśmienny, que significa “analfabeta” em Polonês (pelo menos segundo o tradutor do Google), que foi exatamente como eu me senti nos poucos dias em que estive na encantadora Varsóvia, capital da Polônia.

A situação é muito semelhante ao que acontece no Brasil, onde a população em geral não fala inglês (experimente sair no seu bairro e pedir às pessoas que circulam pelas ruas, em inglês, informações para chegar em determinado lugar). Em Varsóvia ou você fala Polonês ou boa sorte.

Eu e Giovani (meu amigo de viagem, presente em outras histórias já publicadas aqui no Blog) estávamos em Varsóvia. Hotel 5 estrelas (luxo disponível no leste europeu a quem nem cogita orçar hospedagem desta categoria deste lado de cá do mundo), staff muito bem preparado (eles sim passando informações em inglês), tudo muito promissor.

Empolgadíssimos para conhecer a cidade, saímos para visitar os arredores do hotel, sem destino certo, apenas desfrutando das ruas, praças, arquitetura,… Cada vez mais nos distanciando desse ponto de partida, com os pés no comando dirigindo-nos para qualquer lugar a esmo, decidimos que já era hora de voltar para o hotel, almoçar lá por perto para na sequência iniciarmos a visitação aos pontos turísticos.

Entramos em uma estação de metrô. Procuramos o mapa das linhas e estações: Rondo Daszyńskiego, Dworzec Wileński, Świętokrzyska.

Caraaaaaaaaaaaaaaaaaaca, eles colocam acento no “n”, no “s”, cedilha em vogal. Quequeéissominhagente? E absolutamente nenhuma indicação em inglês. Nenhum “exit” debaixo do “wyjście”. Não conseguíamos identificar qual seria a estação perto do hotel, muito menos a direção que deveríamos tomar. Resignados, saímos da estação e entregamos-nos aos instintos de “nasze stopy” (nossos pés).

Andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos, andamos muitoooooooooooooooooooooo.

Foram 3 dias só andando pela cidade porque não conseguíamos entender as direções dos metrôs, não conseguíamos conversar com os motoristas de táxis (naquela época não se falava em Uber) e quando perdidos, não conseguíamos obter informações com as pessoas que circulavam nas ruas.

Eu falo três idiomas (contabilizar o Português vale, certo?), tenho 2 cursos de graduação universitária, alguns de pós-graduação, sou metida a achar que sei escrever, mas em um país estrangeiro, que usa acento circunflexo sobre o “z” (isolado na frase, como se fosse vogal!!), eu senti na pele o analfabetismo, drama seríssimo sofrido por milhares de brasileiros em solo pátrio. Com todas as oportunidades que tive na vida (reconheço que fui sim muito privilegiada), vivenciei e padeci a tragédia de ser niepiśmienny.

Nada do que eu “lia” fazia sentido (e nem dava pistas do que poderia ser). O momento das refeições era uma aventura. Colocávamos os dedos no cardápio e entregávamos o destino ao uni-duni-tê-o-escolhido-foi-você. O que viesse tinha que servir (com a conta em euros, não nos dávamos ao luxo de “eu não gosto disso”).

No último dia de viagem descobrimos, por conta própria (porque ninguém conseguia nos contar), que se ao sair do hotel nos dirigíssemos para a direita, andaríamos 2 quadras para chegar no mesmo lugar para o qual caminhávamos umas 156.985.526.856 quadras (contabilização feita pelos pés) só porque virávamos à esquerda. Mas desta vez a culpa não foi das vogais com cedilha ou das consoantes com acento. Descobrimos que na Polônia não sabíamos ler nada. Nem mapa!!!

Um comentário em “NIEPIŚMIENNY

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: