ANA L.

Lá no escritório adotamos como endereço de e-mail o primeiro nome da pessoa seguido do domínio do escritório. Então nossos e-mails são ana@…., marilia@…., marcelo@,…, e por aí vai. À medida que novas pessoas iam entrando no escritório, mas o primeiro nome já possuía um homônimo anterior proprietário do e-mail, tínhamos que criar algo levementeContinuar lendo “ANA L.”

QUANDO O GATO FOGE…

Enquanto morei na casa de meus pais – e isso durou décadas – eu sempre tive animais de estimação. ADORO. Gatos e cachorros. Um deles teve em minha vida papel mais importante e impactante do que muitos homo sapiens. Mas essa é outra história. Outro dia eu conto, porque apesar dos muitos anos em queContinuar lendo “QUANDO O GATO FOGE…”

QUASE MORRI

Nas aulas de Português aprendemos sobre a hipérbole, uma figura de linguagem utilizada para definir algo de forma dramática, transmitindo uma ideia aumentada da realidade. “Quase morri de fome”, “Morri de susto”, “Morro de vontade”,… Certa vez, voltando de uma visita a um cliente, a advogada que estava ao volante, minha queridíssima xará, entrou naContinuar lendo “QUASE MORRI”

EU LEVO OS PATOS OU DEIXO OS PATOS?

Por mais que o Direito e os tempos hajam evoluído, ainda remanesce em alguns juízes (e também advogados) o hábito de “escrever difícil”, com palavras supostamente “bonitas”, indicativas de alto conhecimento vernacular. A linguagem técnica faz parte do diálogo, e isso acontece com todas as profissões, mas há um limite, em especial porque o PoderContinuar lendo “EU LEVO OS PATOS OU DEIXO OS PATOS?”

POSSUÍDO

Um recrutador de Recursos Humanos chamou para a entrevista de emprego um dos candidatos que preenchera o formulário para concorrer à vaga. Ainda que desqualificado, o candidato chamou atenção pelo o que preencheu no campo em que deveria informar sua ocupação anterior: “possuído”. Instigado pela curiosidade, o recrutador agendou a entrevista e nem perdeu tempoContinuar lendo “POSSUÍDO”

SALVO PELOS DEDOS

“Piá de prédio” é uma gíria usada para definir meninos – e também homens, especialmente aqueles que apesar da idade não abandonam o colo e a casa da mãe – que por serem extremamente protegidos pelos pais, não têm malandragem nem sabem lidar com as situações da vida. Um piá de prédio se conhece peloContinuar lendo “SALVO PELOS DEDOS”

VOCÊ TORCE PELO BANDIDO?

Eu sim. E tenho (quase) certeza que você também. Quer ver? Eu era uma alienada sobre qualquer coisa que se referisse à saga Guerra nas Estrelas (Star Wars). Eu até sabia que Darth Vader era do mal, mas meu conhecimento parava por aí, até que um dia resolvemos, meu marido e eu, encarar uma maratonaContinuar lendo “VOCÊ TORCE PELO BANDIDO?”

NADA NESTA “FAIXA ETÁRIA”

Uma conhecida ganhou um presente de aniversário mas precisou ir até a loja trocá-lo. Quem a presenteou elogiosamente acreditava que ela entraria em um tamanho P, o que estava bem longe da realidade. A loja, bonita e imponente, foi concebida para barbies ricas e magérrimas. O maior tamanho que permitiam em suas brilhantes araras, eContinuar lendo “NADA NESTA “FAIXA ETÁRIA””

VERDADE SEJA DITA

Em um jantar a conversa era, além da própria comida, as agruras e lutas que a maioria dos muito bem nutridos enfrenta com a balança. Uma mulher, casada já há uns bons 25 anos, indisfarçadamente bastante acima do peso, lamentava-se ao grupo de comensais: – Não sei o que acontece. Como tão pouco, mas nãoContinuar lendo “VERDADE SEJA DITA”

MEUS BANHOS PELA EUROPA

Em 2017 fiz, na companhia de meu mais querido amigo, uma viagem à Grécia (Atenas, Mikonos e Santorini) e Itália (Pisa e Florença). As maravilhas naturais e históricas são notórias, e embora nada substitua o que a retina grava ao vivo e os sentidos registram na memória, podem ser também admiradas por fotos hoje aoContinuar lendo “MEUS BANHOS PELA EUROPA”